Vida extraterrestre estranha pode estar escondida dentro de estrelas

COMPARTILHE COM A GALÁXIA:
Tempo de leitura: 2 min.

Absolutamente todos os programas de busca de vida extraterrestre estão focados no estudo de exoplanetas, que são semelhantes em muitos aspectos ou já foram semelhantes à Terra em um passado distante.

Uma ampliação da superfície da nossa estrela, o Sol, mostrando uma mancha solar. Haveria vida abaixo disso?

No entanto, os físicos Luis Anchordoqui e Eugene Chudnovsky, da City University of New York, consideram essa abordagem irracional, privando-nos de uma imagem coerente da ordem mundial.

A vida, na opinião deles, pode ter formas completamente bizarras e até viver, por exemplo, nas entranhas das estrelas.

Os autores do estudo não afirmam que civilizações alienígenas altamente desenvolvidas estejam escondidas dentro das estrelas, mas não excluem a possibilidade de que “algo” possa viver lá, deixando para trás descendentes antes que sejam destruídos pelo calor e pressão.

Sem dúvida, o estudo é amplamente especulativo, mas amplia a busca por vida extraterrestre.

Se realmente queremos encontrar “irmãos em mente”, devemos considerar várias opções e admitir o impossível, que não cabe na nossa cabeça.

Estranha vida extraterrestre

De acordo com a hipótese de Anchordoqui e Chudnovsky, a vida no interior das estrelas pode ser baseada não no DNA, como a vida na Terra, mas, por exemplo, em partículas monopolares – partículas elementares com um polo magnético, que são capazes de formar estruturas de massas enormes e se reproduzirem rapidamente.

Isso pode fornecer algo como mutações genéticas sem a participação do DNA, que atribuirá novos traços à prole, talvez antes mesmo do surgimento da inteligência.

Os pesquisadores escreveram:

“Comparado ao tempo de vida de uma estrela, seu tempo de vida é uma centelha instantânea de luz no escuro. O importante é que essa faísca consiga produzir mais faíscas antes de desaparecer, proporcionando assim uma longa vida útil da espécie.

A complexidade que evolui através de mutações e seleção natural aumenta com o número de gerações passadas. Consequentemente, se os tempos de vida de espécies nucleares auto-replicantes forem tão curtos quanto os de muitos objetos nucleares compostos instáveis, eles podem evoluir rapidamente para uma enorme complexidade.”

Hipoteticamente falando, talvez seja possível que tal forma de vida possa desenvolver inteligência e talvez até uma grande inteligência, diz Chudnovsky.

Os autores do estudo acreditam que hóspedes hipotéticos do interior das estrelas devem ser procurados dentro daquelas luminárias que esfriam e escurecem de forma anormalmente rápida.

O estranho comportamento da estrela pode ser explicado pela atividade inextinguível de vida bizarra, “alimentando-se” da energia termonuclear que a envolve.

A aparência de tal espécie é um banquete para a imaginação. Mas não precisamos saber como elas se parecem para procurar sinais de sua presença.

Como esses organismos usariam parte da energia de sua estrela hospedeira para sobreviver e se propagar, estrelas que parecem esfriar mais rápido do que os modelos estelares podem explicar aquelas que poderiam ser hospedeiras do que os pesquisadores chamam de ‘vida nuclear’.

Várias dessas estrelas foram observadas, e seu resfriamento ligeiramente acelerado ainda é um mistério. Estrelas que escurecem erraticamente sem explicação também podem ser um bom lugar para procurar – como a EPIC 249706694.

Os pesquisadores têm o cuidado de observar que ligar essas estrelas à vida nuclear seria um arco extremamente longo. Mas há anomalias interessantes por aí. E possibilidades interessantes também.

Os cientistas acrescentaram:

“O universo pode estar saturado de vida tão diferente da vida na Terra que nem podemos identificar sua existência.”

(Fonte)


…E não esqueça: Nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui para acessá-la.

ATENÇÃO: Qualquer artigo aqui publicado serve somente para cumprir a missão deste site. Assim, o OVNI Hoje não avaliza sua veracidade totalmente ou parcialmente.

IMPORTANTE: Se puder, colabore para manter o OVNI Hoje no ar, pois cada doação, por menor que seja, é crucial para manter este espaço de informação e conhecimento disponível para todos os interessados. Ao utilizar o QR code do PIX abaixo ou a chave PIX “OVNIHoje” (sem aspas), você está desempenhando um papel fundamental na sustentação deste site.

Lembre-se que as doações não são apenas um ato de generosidade, mas também uma demonstração do seu compromisso em apoiar o compartilhamento de informações relevantes e o crescimento da comunidade interessada em assuntos tão fascinantes, possibilitando a continuação das pesquisas, análises e publicações que enriquecem nosso entendimento.

Seja parte deste movimento contínuo em prol do conhecimento. O OVNI Hoje e seus leitores agradecem sinceramente por seu apoio dedicado.

Agradecimentos aos colaboradores do mês: Edward Vaz Jr. ||| Silas Raposo ||| Franklin Viana ||| Karin Gottert ||| Leopoldo Della Rocca

Muito obrigado!


ÁREA DE COMENTÁRIOS
(Mais abaixo…👇)

ATENÇÃO:

  • Os comentários são de responsabilidade única e exclusiva de cada pessoa que comenta, portanto aja com responsabilidade.
  • O OVNI Hoje não se responsabiliza por transtornos, rixas ou quaisquer outras indisposições causadas pelos comentários.
  • Comente educadamente e com éticasempre tratando seu colega de comentários como você mesmo/a queira ser tratado/a.
  • Qualquer comentário com “pregação” política ou religiosa, obsceno ou inapropriado será prontamente apagado pelos moderadores.
  • A PRIMEIRA TENTATIVA DE BURLAR AS REGRAS INCORRERÁ EM BANIMENTO DA ÁREA DE COMENTÁRIOS!

COMPARTILHE COM A GALÁXIA:
estrelasOVNI Hojevida extraterrestrevida nas estrelas
Comentários não são disponíveis na versão AMP do site. (0)
Clique aqui para abrir versão normal do artigo e poder comentar.